Posted 4 September 2012, 1 year ago | 17,640 notes | reblog this post
(originally itsrotten / via prince-disenchanted)
E todas as estradas que temos que percorrer são tortuosas
E todas as luzes que nos levam até lá nos cegam
Existem muitas coisas que eu gostaria de te dizer, mas não sei como.
Oasis - Wonderwall
Posted 4 September 2012, 1 year ago | reblog this post
“Mas se você nunca tentar,você nunca saberá o quanto você vale.”
Posted 4 September 2012, 1 year ago | reblog this post

futurasuicida:

Quem busca além do que pode, conquista mais do que merece. (d-b)

Posted 4 September 2012, 1 year ago | 918 notes | reblog this post
(originally rec21k / via acumulou)
Posted 4 September 2012, 1 year ago | 60,338 notes | reblog this post
(originally poetadopassado / via ypioka-gotham-city)
Posted 19 August 2012, 2 years ago | 2,926 notes | reblog this post
(originally fillipepinheiro-deactivated2012 / via sexfck)
Posted 19 August 2012, 2 years ago | 86,506 notes | reblog this post
(originally akapaulwbu / via sexfck)

*-*

Posted 19 August 2012, 2 years ago | 171 notes | reblog this post
(originally sexfck / via sexfck)

tonight-we-all-die:

Eu irei sofrer pelo resto da minha vida , mas eu sempre acho uma maneira de sobreviver.              

    Slipknot

Posted 2 July 2012, 2 years ago | 210 notes | reblog this post
(originally justcocaine / via justcocaine)
Posted 2 July 2012, 2 years ago | 398 notes | reblog this post
(originally justcocaine / via justcocaine)
Posted 2 July 2012, 2 years ago | 7,976 notes | reblog this post
(originally poeta-tatuado / via super-ciumento)
Posted 2 July 2012, 2 years ago | 307 notes | reblog this post
(originally karim666 / via donth8justsk8)
1 2 3 4 5 »
Anunciei minha chegada e sai despercebido para que pudessem sentir minha falta. Guardei o sopro do vento que ganhei, para que quando me sentisse perdido, ele me mostrasse que caminho devesse seguir. Joguei fora o que de ruim sobrou, e guardei comigo a saudade que ficou. Senti medo, senti calafrios, senti tristeza, senti que confundi meus sentidos, mas abençoei meu tempo para que ele fosse capaz em responder todas as minhas perguntas e trouxesse mais sorrisos há minha vida, nem que fosse por instantes curtos, mas que não deixasse de trazer vida aos meus lábios. Jurei ser fiel a mim mesmo, não voltar e nem me contradizer em razões, jurei cantar mesmo quando ninguém pudesse me ouvir, e traduzir silêncio em verdade. Eu pedi para que a dona ilusão se retirasse do meu ser, pedi para que não houvesse mais mentiras, seja elas, bobas, estúpidas ou ridículas. Eu criei o que eu não tinha, desenhei o que eu não entendia, e dei formas a aquilo o que eu sabia. Deixei o passado lá, deixei o futuro acontecer, e mesmo com pouca coragem nos bolsos, deixei o presente apenas ser.